6 de fev de 2011

A Paranóia dos Blogueiros

Bem galera, esse post infelizmente vai ser diferente do que vocês estão acostumados a ver aqui no blog. Há muito, muito tempo eu venho pensando nesse assunto – refletindo; tirando minhas próprias conclusões; tentando entender – e agora resolvi falar um pouquinho com vocês sobre isso. Estou falando da certa “paranóia” que de alguns meses para cá vem aparecendo muito como focos de incêndio na “mata atlântica literária”, digamos assim. Estou falando do caso: blogueiros e parcerias.

Bem, como muitos já sabem a parceria entre uma editora e um blog é sempre interessante tanto pro blogueiro, como para a editora e, claro, para os leitores de um modo geral. Ter resenhas fresquinhas toda semana, apontando pontos negativos e positivos de cada lançamento literário é sempre um ponto a mais para o consumidor de livros e claro, dá credibilidade ao blog. É meio que um ‘mapa do tesouro’: as resenhas lhe abrem os olhos para o que você pode esperar de um determinado livro; daí você decide se vai ler ou não, dependendo do que achar da resenha. Mas nos últimos meses, muitos blogs banalizaram essa prática, tornando a parceria como a única meta a ser alcançada, deixando de lado o prazer de informar, comentar e debater sobre os livros no blog – somente para satisfazer o próprio ego.
...
Quem não gosta de receber um presente, hein? Bem, eu gosto muito e tenho certeza de que você leitor, também. Quem gosta de livros? Eu gosto e se você está aqui no blog lendo esse post no mínimo se interessa pelo mundo literário e suas novidades – e com certeza gostaria de receber um livro de graça. Mas as parcerias não se tratam disso. Elas existem para que o consumidor – você, leitor – conheça o livro e saiba detalhes em primeira mão através da visão de um leitor comum, que no caso quem faz o papel desse leitor é o próprio blogueiro. Ele vai dizer se gostou ou não do livro e dá dicas para quem lê a resenha da obra. Esse é o real sentido das parcerias. Não é vender o ‘peixe’; é deixar que todos pesquem o seu e crie uma opinião sobre o determinado livro em destaque. Se você vai criar (ou infelizmente já criou) um blog somente com a finalidade de receber ‘presentes’; pode saber que você não está contribuindo em nada com a sociedade literária, muito menos com os leitores. E para as editoras: se vocês pensam que doar os livros para os blogueiros é o mesmo que comprar boas resenhas, garantindo lucro nas vendas; estão agindo de má fé. Não criamos o blog para vender opiniões; e sim para dar opiniões.

Criei esse post mais como um desabafo. É muito triste ver em vários blogs o apelo exacerbado e comercial dos livros, fazendo da página mais uma feira livre de promoções e parcerias e deixando de lado o real motivo da existência do blog: a leitura e o compartilhamento de pensamentos. Bem, eu penso assim. É a minha opinião. E espero não ser processado por ninguém...

9 comentários:

  1. Concordo com você, Israel. Muito sábio o seu post. Seja como for, cada lado tem seu erro. Editoras por acharem que somos obrigados a exaltar todos os livros e bloggueiros porque quererem apenas os louros de ter parceiros. Que esses 'focos incendiários' sirvam de lição para que todos possamos repensar o que está rolando na blogosfera.
    Beijos

    Ray Miccolis

    www.livrosmemordam.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Acho que muitas pessoas abrem um blog literário hoje com a intenção de ganharem novos livros. O prazer de falar sobre isso já era. Já vi muitos blogs fazerem resenhas de qualquer jeito e repetir a sinopse com outras palavras. É chato. d:
    Acho que você está certíssimo. Beeijos :*

    ResponderExcluir
  3. Pra mim, essa confusão toda é só uma questão de deixar as coisas claras.

    Se no momento de iniciar a parceria, a editora deixou claro que era somente para falar bem dos livros (sem criticar em hipótese alguma) e o blogueiro aceitou essa condição, então a editora está certa em reclamar quando vê uma resenha denegrindo o livro. Ela basicamente "contratou" um divulgador pagando-o com livros e kits.

    Mas, se em nenhum momento, a editora deixou claro que só queria resenhas positivas e o blogueiro fazer uma resenha sincera e cheia de críticas, de nada a editora pode reclamar. Ela é que tem que melhorar a qualidade dos livros que vende.

    Acho que é isso :)

    ResponderExcluir
  4. Concordo com vc Israel. Ao mesmo tempo que concordo com o Felipe Fagundes aí em cima. Quando o acordo com a editora é feito, tem que se deixar claro o objetivo do blog. Assim como a editora deixa claro o que ela quer do blog. Cabe ao blogueiro aceitar ou não.
    Mas acho que blog literário deve expor a realidade. Somos transmissores de novidades. Os leitores devem saber o que vão comprar. Não importa se o livro é bom ou ruim. Acho que sinceridade é fundamental para relacionamentos duradouros. Se a editora não concorda com isso, realmente ela está sendo bastante falha.

    Daniii^^
    Garotas e Livros

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Concordo!! Como blogueira, leitora, escritora e resenhista, eu não sou parceira de nenhuma editora, já que no meu atual blog, eu posto sobre variados assuntos, mas já estou trabalhando faz um tempo em um novo para apenas postar resenhas sobre livros e mangás, além de explicações sobre gêneros dos livros, história de determinados autores e assim por diante. Pretendo sim virar parceira de editoras, mas não com o intuito de ganhar presentes, e sim fazer com que os leitores se interessem mais tanto pelo meu blog como pela literatura, já que se mais pessoas compram livros, as editoras vão começar a trazer mais livros para o Brasil e assim por diante...

    ResponderExcluir
  7. Israel concordo plenamento com você. Acho que as parcerias estão perdendo a autênticidade que, pelo menos, deveriam ter entre a editora e o leitor/blogueiro. Várias pessoas fazem isso e também acho que o intuito delas é ganhar presentes, terem mais e mais livros, o que pra mim é FAIL. Vários blogs abordam assuntos váriados e ter uma parceria com uma editora sempre é bom, pois, assim como a Rafaela disse, fazer resenhas para que os leitores tenham interesse tanto pelo blog tanto pela literatura. Gostei do teu post! Muito bom MESMO =D E Ninguém vai te processar não, falar sinceramente nunca foi um erro. =D

    ResponderExcluir
  8. Eu não sei como funcionam as negociações de parcerias entre as editoras e os blogs brasileiros, mas acompanho bastante blogs de fora do pais e já vi em mtos limitações definidas logo nos primeiros contatos com as editoras, como o limite de páginas (a pessoa lê até determinado n° de páginas e, se não gostar do livro, abandona); definição de gênero resenhado no blog, assim as editoras já estão informadas na hora de mandar certo livro para aquele blogueiro; coisas assim. Acredito que deva haver nas primeiras conversas limites bem claros dos papéis de cada parte envolvida como qualquer contrato fechado em outras situações, o que facilitaria bem na hora das famosas e inevitáveis cobranças.

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho parceria com editoras que acredito e seleciono os livros que pretendo resenhar. São estilos que me interessam, tanto que sou do gênero de literatura infantojuvenil, e sei o quanto é difícil atrair leitores para este segmento.
    Acredito e faço porque gosto.
    Bjs
    Renata
    www.tecergirassois.blogspot.com

    ResponderExcluir