18 de out de 2010

[RESULTADO] Promoção "Miley Cyrus: Eu & Você"

Queria agradecer primeiramente a Editora Novo Conceito pelo livro disponibilizado para esta promoção e pela grande quantidade de fans da Miley Cyrus que participaram dessa primeira promoção aqui no blog. Foram 30 pessoas participando, sendo que algumas foram eliminadas por não seguirem todas as regras (como seguir no twitter, por exemplo). Obrigado à todos e continuem ligados que haverá sempre muitas promoções por aqui!


E A VENCEDORA É:

LAYSA IMBASSAHY (http://sorteie.me/1ftA)

Parabéns, Layza! Você tem 2 dias para responder a DM no twitter! Caso contrário será realizado um novo sorteio!

Galera, quem não ganhou não fica triste, em breve terá mais promoções! Fique ligado!

[RESENHA] Contato Visual (Cammie McGovern)

Bem, esta é a minha primeria resenha e eu estou bem nervoso! Espero que gostem e comentem pra eu ter um feedback, certo? =D


Comecei a ler Contato Visual com certo temor. Não é um livro muito comentado nos blogs literários e nem ganha muitas resenhas, mesmo assim resolvi ler e simplesmente me surpreendi.

A obra escrita por Cammie McGovern nos mostra claramente como é a vida de um autista, onde vemos suas limitações, mas principalmente suas superações. Adam nasceu autista e tem 10 anos. É fã de ópera e tem uma audição sobre-humana. Cara, sua mãe, o teve muito cedo, como conseqüência de uma gravidez inesperada, porém não indesejada. Sempre superprotetora, sonha com a inserção de Adam no mundo e que ele possa ter os amigos que ela não pode ter, ou teve e não conseguiu preservá-los. Em certo momento, a família “mãe e filho” se encontra na cena de um crime que choca uma cidade no interior dos Estados Unidos e é nesse momento Adam se torna a peça mais valiosa de um quebra-cabeças que é a morte de Amelia Best. Mas, como extrair alguma informação de um autista sem contato visual? Com isso, vemos o início de uma grande história de ação com pitadas de romance policial, onde você leitor é o investigador. Quem matou Amelia?
O que me chamou a atenção nesse livro é como McGovern soube descrever o que os autistas sentem em suas crises e como a sociedade o observa. Ela é mãe de um autista, o que facilitou expor todos os seus medos, momentos de fraqueza e desespero. A riqueza de detalhes é um grande trunfo do livro. A autora também aborda o bullying nas escolas norte-americanas, que tem se agravado a cada ano como vemos nos jornais. Infância, juventude, primeiros amores, decepções e traumas são as palavras-chave dessa obra que me deixou muito mais curioso pela vida dos autistas e como eles lidam com a sociedade no dia-a-dia. O começo é um pouco confuso, porém passando as páginas os fatos vão se encaixando perfeitamente e vemos que o óbvio não é o óbvio! O fim não torna-se clichê é muda para arrebatador. Recomendo a todos, principalmente os que curtem CSI ou até uma boa serie investigativa (House, Fringe). Faça o seu contato visual com Adam e se surpreenda.
P.S.: Aqui vai uma dica – deixe para ler as últimas 60 ou 70 páginas todas de uma vez só, assim fica mais emocionante acompanhar todo o desfecho!