1 de jun de 2011

[RESENHA] Palavras Envenenadas (Maite Carranza)

Em vários depoimentos de leituras pela internet eu sempre encontro a palavra “surpreendente” no meio das resenhas. Esta aqui, por mais que possa parecer clichê, não será diferente: “Palavras Envenenadas” é realmente um livro surpreendente. A autora espanhola Maite Carranza nos apresenta uma narrativa espetacular e ágil, mas sem ser apressada perante os fatos. Acompanhamos o desenvolvimento de cada personagem com o máximo de detalhes, mas claro, com a carta na manga de cada um que só nos é apresentada nas últimas páginas da obra. Vou explicar o porquê.

O livro conta a história de Bárbara Molina, uma garota de 19 anos que há 4 anos está desaparecida e já é considerada morta para a família, devido o longo tempo sem notícias. Com um passado coturbado e cheio de segredos, Bárbara faz uma análise da sua vida e seus medos no cativeiro, onde nos apresenta seu modo de vida, seus relacionamentos – tudo sendo esclarecido devagar e aos poucos conseguimos traçar seu perfil e suas características, mesmo que bem enigmáticas. Em paralelo, vemos a autora relatando em terceira pessoa o ponto de vista da vida de mais três personagens: Salvador Lozano, inspetor chefe da investigação no desaparecimento de Bárbara que no momento está se aposentando e, para sua frustração, deixando o caso sem uma conclusão; Nuria Sólis, mãe de Bárbara agora depressiva e afogada em remédios controlados desde o desaparecimento da filha e Eva Carrasco, ex-melhor amiga de Bárbara - que inesperadamente recebe uma ligação da própria Bárbara do cativeiro onde a mesma só pede ajuda, nada mais. Esse último fato faz com que toda a história já enterrada há quatro anos venha à tona novamente, fazendo com que segredos sejam revelados, máscaras caiam e o principal: que o caso tenha uma conclusão.

A autora foi muito feliz em escrever em primeira (com Bárbara) e terceira pessoa (com os outros personagens). Ficamos mais íntimos da personagem principal e vemos realmente o que ela vê: solidão, raiva, dor e muito, muito medo. Esse romance será não só para aqueles amantes de um bom romance policial de traços psicológicos fortes e bem desenvolvidos, mas para todos que curtem um excelente livro com fatos convincentes e intensos. No final das contas, estamos junto com o inspetor tentando descobrir que sequestrou Bárbara, e olha que o livro engana, e muito! Durante a minha leitura fiquei com uma personagem suspeita na minha mente e o livro em apenas duas páginas dá uma reviravolta na história que você para a leitura e dizer: nossa, que livro bom! Intenso, emocionante e empolgante a cada página, “Palavras Envenenadas” é recomendado para aqueles de coração forte, capaz de suportar muita adrenalina e surpresas a cada capítulo.

Um comentário:

  1. Ouço muito falar desse livro! Ainda estou sem tempo pra lê-lo, mas pretendo =)
    Adoreeeeeei seu banner e meu banner aqui do lado hahaha <3

    ResponderExcluir